Follow by Email

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Manutenção de enxames no inverno

Não deixem de ler:

http://montedomel.blogspot.com.br/2012/07/alimentadores-internos-para-colmeias.html

É difícil falarmos de preparo e manutenção de enxames estritamente no inverno, pelo menos aqui no Brasil, com nossas dimensões continentais.Onde estamos inseridos chove no mínimo de 10 a 15 dias por mês.Além da umidade relativa do ar ser muito elevada.
Postura exuberante de nossas rainhas em pleno inverno.


Por isso foi muito importante nestes dois últimos anos todo o trabalho de seleção realizado em nosso principal apiário, mantendo apenas os melhores enxames e selecionando rainhas para produzirem em condições totalmente adversas de qualquer outra região do país e do próprio Estado de São Paulo.Selecionados os enxames mais adaptados, criadas as melhores rainhas(rainhas vindas de Atibaia, Pindamonhangaba, Praia Grande e Argentinas), partimos agora para dar suporte para que estes organismos manifestem todo o potencial genético possível de serem expressados no ambiente escolhido.
Alimentador de tubo de PVC,também conhecido como cachimbo,com alimento energético,alvado reduzido e fundo com coletor de pólen pronto para temporada de produção.
Mas para isto precisamos ter materiais padronizados,enxames uniformes,alimento de manutenção proteico e energético.O alimento energético oferecido nesta época varia um pouco de concentração,pois venho mantendo os enxames bem populosos, o que ajuda a manter a temperatura interna,e as crias em bom desenvolvimento com a postura moderada das rainhas.
Já o alimento proteico, vem sido oferecido em receita diferente da já postada aqui anteriormente; hoje usamos apenas a mistura de farinha de soja desengordurada(3partes) + levedo seco de cerveja(1parte),eliminamos a adição de outros ingrediente pois nossa abelhas vinham rejeitando o fuba e outros ingrediente e agora chegamos no que é o ideal para nós.

Alimento proteico para apis mellifera,oferecido seco,sobre as barras dos quadros de cria.


Abelha consumindo alimento proteico,e levando para os favos.


Uma semana após a oferta de ração proteica os quadros estavam limpos.


Solo abaixo do alvado das colméias,com a rejeição do fuba misturado na ração,só serviu para atrair vespas e formigas.

Todo este trabalho na entressafra, serve para que na entrada da primavera e produção de néctar que aqui na região só ocorre em meados de setembro, tenhamos enxames com elevado potencial de arranque primaveril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário