Follow by Email

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Apicultores querem ganhar mercado incentivando o consumo de mel

Os apicultores de Araras, Descalvado, Leme e Rio Claro (SP) estão conseguindo preços até 50% mais altos para o mel depois de terem formado uma cooperativa. Apesar da iniciativa, as exportações diminuíram, mas a produção continua sendo estimulada visando o mercado interno.



Em maio, a quantidade exportada foi 23% menor se comparada com o mesmo mês do ano passado. Para mudar isso e também incentivar o consumo interno, os produtores realizaram no fim de semana um evento em Araras para mostrar os benefícios do mel e as inovações tecnológicas na apicultura.




Segundo o consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Luís Adriano Alves , eventos assim geram mais consumo e dão acesso a novos mercados. “A população ainda confunde bastante se é remédio ou alimento. O objetivo é fazer com que o mercado enxergue o potencial do mel como alimento natural e como energético natural”.

Dados da Confederação Brasileira Apicultura (CBA) indicam que os brasileiros consomem em média 128 gramas de mel por ano. O número é considerado baixo. Nos Estados Unidos o consumo chega a 1,5 quilos por pessoa a cada ano.

A nutricionista Luana Ferrari Bueno disse que o mel pode ser usado em diversas receitas culinárias aumentando o sabor e o valor nutricional. “Ele tem bastante ferro, como mineral, e vitaminas A, C, E em quantidades pequenas, mas são vitaminas importantes. Tem também vitaminas do complexo B.”

A estimativa de produção do grupo de apicultores em 2012 é de 220 toneladas de mel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário