Follow by Email

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Emater treina apicultores de Santa Bárbara para o uso de tecnologia em campo

A capacitação, que é oferecida pelo laboratório de Geotecnologia da Emater, vai ajudar na construção de um diagnóstico georreferenciado no município

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 23/01/2014 às 13:46

Apicultores familiares de Santa Bárbara, nordeste paraense, da Associação Paramel, participaram de um treinamento para o uso de GPS e outras tecnologias em campo. A capacitação, que é oferecida pelo laboratório de Geotecnologia da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), vai ajudar na construção de um diagnóstico georreferenciado no município.
http://flor.nativa.blog.uol.com.br/


O georreferenciamento, que deve estar pronto até o final do mês de fevereiro, vai realizar um Raio X da cadeia produtiva do  mel, verificar entraves, ampliação da atividade, produção, perspectiva de aumento da produção e melhoramento da utilização da tecnologia em campo. “Conhecer o uso desses aparelhos vai me ajudar muito. Eu ajudo na propriedade do meu pai e nós precisamos mapear os apiários”, disse o aluno, José Fagner.




O georreferenciamento ocorrerá em etapas distintas: nivelamento da equipe técnica que atuará no município, levantamento de campo e geolocalização dos apiários. Com os dados adensados serão gerados mapas para discussão com a comunidade. Em Santa Bárbara, a Emater utilizará o Programa Nacional de Georreferenciamento da Cadeia Apícola (PNGEO), desenvolvido com tecnologia da empresa e que é referência em todo o Brasil. “Estamos trabalhando com o programa em todas as regiões do Pará, identificando potencialidades, utilização de boas práticas, perspectivas de aumento da produtividade”, disse Jamerson Viana, geógrafo da Emater.

Segundo Gerson Oliveira, presidente da Federação de Apicultura do Pará (Fapic), o trabalho é de fundamental importância porque traz um diagnóstico moderno da situação do mel no Estado. O Pará produz hoje mais de mil toneladas de mel, com mais de  três mil apicultores dedicados à atividade, sendo que 70% destes estão localizados no nordeste paraense. Capitão Poço é o município responsável pela maior produção estadual.


Texto:
Iolanda Lopes
Fone: (91) 3299-3419 / (91) 8887-6155
Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário